domingo, 22 de dezembro de 2013

Divina Unidade Composta (Plenitude da divindade)
Deus.
A tempos os cristãos vêm discutindo como é a natureza de Deus, dizendo ser conforme a teoria da trindade, do unitarismo, do unicismo, da dicotomia, ou conforme alguma outra doutrina, criada por homens segundo a própria interpretação.
Sem duvida é um erro defender alguma dessas doutrinas como se fosse verdade absoluta. Na bíblia não está escrito que para ser salvo precisa crer em trindade, unitarismo, unicismo, etc.. ou em qualquer outra doutrina criada por homens, para ser salvo, mas está escrito para crer em Deus e em Jesus. [...] credes em Deus, crede também em mim. João 14:1 Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome; João 1:12
É fato que em cada uma das teorias existentes há versículos bíblicos para embasá-las, fazer com que pareçam “verdade”, contudo os versículos em si não são a doutrina, ou seja, as interpretações desses versículos é que compõem tais doutrinas, isto é, fizeram das teorias doutrinas e uma delas fora feita dogma (doutrina que eles proíbem contestar, como a trindade).
Logo não é certo, brigar, excluir ou desrespeitar o próximo para defender a crença em qualquer uma dessas doutrinas.
Quando falamos de como é Deus, logo vem à mente o termo “façamos o homem nossa imagem e conforme nossa semelhança,” pois tal trecho revela que Deus é composto por mais de uma parte, após isso, sem demora vem a mente o nome de alguma dessas teorias que tentam explicar a composição de Deus.
 Por uma questão de tradição a trindade é a mais conhecida, pois é a mais aceita entre católicos e evangélicos, contudo lembre-se ou perceba que tal doutrina surgiu 300 anos depois de Jesus. Se fosse de Deus, Jesus e os apóstolos não teriam pregado tal doutrina? Pois é, há contradições não só na trindade, mais em todas as doutrinas criadas por homens.
Por enquanto não convém discorrer sobre essas doutrinas, até porque devemos ver na bíblia o que tem escrito sobre a composição de Deus. Vejamos;
“E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança” GÊNESIS 1:26
            O termo “Deus” é traduzido de “Elohin” que é uma palavra no plural, refere-se não a três deuses ou três pessoas, mas sim as três partes santas que constituem o único Deus; “santo, santo, santo é o Senhor dos Exércitos.” (ISAIAS 6:3 ) (Apoc: 4:8) Um só Deus.... (EFÉSIOS 4:6)
Um só Deus, que é santo, santo, santo, ou seja, Divina Unidade Composta. Mas composta como? Vejamos:

Espírito Santo:
“Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus.” (1º CORÍNTIOS 2:11) “E oEspírito de Deus o encheu de sabedoria, entendimento, ciência e em todo o lavor” (ÊXODO 35:31) Não está escrito Deus Espírito, mas sim Espírito de Deus, ou seja o Espírito que compõe a Deus.

Imagem do Deus invisível (Corpo):
“Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus.” (2º CORÍNTIOS 4:4) Para que entendas melhor; te pergunto, quando alguém tira uma foto sua, o que aparece na foto, sua alma? Seu espírito? Ou sua imagem, que é o seu corpo? É claro que é o corpo. Isto é, umas das partes que constituem a Deus pode ser chamada de corpo ou imagem do Deus invisível, a qual sem duvida você já notou ser Jesus, o qual não é um Deus a parte, pois Ele é a imagem de Deus, isto é, umas das três partes que constituem o único Deus. No principio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus e o Verbo era Deus.” (JOÃO 1:1) O versículo não está dizendo que Jesus também era Deus, mas está dizendo que Ele era o próprio Deus.

Alma:
“Não se vingaria minha Alma de gente tal” (JEREMIAS 9:9) A quem pertence a vingança? “O SENHOR Deus, a quem a vingança pertence, ó Deus, a quem a vingança pertence, mostra-te resplandecente.” (SALMOS 94:1) A Alma é uma partes que constituem a Deus, porém é mais conhecida com o titulo Pai. Vejamos sua posição de honra: Jurou o Senhor Jeová pela sua Alma, o Senhor Deus dos Exércitos. (AMÓS 6:8) Está claro que Jeová, Deus, jura por sua Alma, e sabemos que se jura por quem é maior. Por tanto a Alma é a maioral na constituição de Deus. Nesse caso o Senhor Deus dos exércitos é a Alma, contudo por ser uma fusão sua Imagem (Jesus) e seu Espírito, que compõe o filho unigênito, em alguns versículos também são chamados de Senhor Deus dos Exércitos. Deus é um só, formado pela fusão do Espírito Santo, da Alma e do Corpo (imagem do Deus invisível, Jesus). As três partes ao usarem o mesmo titulo acabam por revelar cada vez mais sua unidade. 
O apostolo Paulo e o apostolo João para também revelar a Divina Unidade Composta, usaram um versículo de Isaias 6:1-8 para mostrar que Deus é composto por três partes santas, em outras palavras usaram tal versículo, para indicar que esse mesmo Deus refere-se a Jesus e ao Espírito Santo, afinal são o Espírito e a Imagem que junto com a Alma compõe um único Deus.
Antes de vermos o que disseram saiba que em Isaias 6:1-8 O profeta viu os Serafins clamando santo, santo, santo é o Senhor Deus dos Exércitos. Depois disse que ouviu a voz do Senhor, que dizia: a quem enviarei, e quem há de ir por nós? O Senhor se referiu a si próprio, primeiro usando o termo “enviarei”, que é uma palavra no singular para indicar sua Unidade e depois usou a palavra “nós”, para indicar sua composição, isto é para indicar que é composto por mais de uma parte. E “parte” é muito diferente de pessoas. Além disso, Deus disse a Isaias, vai, e dize a este povo: Ouvis, de fato, e não entendeis, e vedes, em verdade, mas não percebeis...faze-lhe pesados os ouvidos, e fecha-lhe os olhos; para que ele não veja com os seus olhos, e não ouça com os seus ouvidos, nem entenda com o seu coração, nem se converta e seja sarado.
Esse mesmo Deus que Isaias viu e conversou, o apostolo João diz ser Jesus:  Enquanto tendes luz, crede na luz, para que sejais filhos da luz. Estas coisas disse Jesus.... E, ainda que tinha feito tantos sinais diante deles, não criam nele... Por isso não podiam crer, então Isaías disse outra vez: Cegou-lhes os olhos, e endureceu-lhes o coração....Isaías disse isto quando viu a sua glória e falou dele. (Jesus) (JOÃO 12:35-41)
O Mesmo Deus é reconhecido pelo apostolo Paulo como sendo o Espírito Santo: E, como ficaram entre si discordes, despediram-se, dizendo Paulo esta palavra: Bem falou o Espírito Santo a nossos pais pelo profeta Isaías,
Dizendo: Vai a este povo, e dize: De ouvido ouvireis, e de maneira nenhuma entendereis; E, vendo vereis, e de maneira nenhuma percebereis....Nem com os ouvidos ouçam, Nem do coração entendam, E se convertam, E eu os cure. (ATOS 28:25-27)
Quando se olha a composição de Deus nota-se sempre uma fusão, isto é, tudo acaba em “um”, que é a Divina Unidade Composta, logo não é certo dizer que há, Deus Filho, Deus Pai e Deus Espírito Santo. Jesus não é um Deus distinto, que faz parte de um deus trino, mas Ele é Deus por ser parte do único Deus. “No principio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus e o Verbo era Deus.” (JOÃO 1:1, Isaias 45:22 / 44:8) O versículo não está dizendo que Jesus também era Deus, mas está dizendo que Ele era o próprio Deus, afinal é uma fusão (simbiose). Também não é certo dizer que há um Deus Espírito Santo, pois é o Espírito de Deus.
O homem é composto por três partes, corpo, alma e espírito e mesmo assim é apenas um. E porque é assim? Simples, por ter sido feito a imagem e semelhança de Deus.
No versículo de Genesis 1:21 O termo “façamos está no plural, pois Jesus (Corpo), o Espírito Santo e o Pai (Alma), fizeram o homem, usando a palavra façamos para mostrar sua composição. E depois em GENESIS 1:27 deixa claro sua unidade ao citar no singular a palavra “criou;” E criou Deus o homem.
Por ter a posição de honra a Alma diz façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra.
O versículo acima trata ao mesmo tempo de “criação, representação e autoridade,” ou seja, após ser criado o homem ganhou autoridadepara dominar e ser uma representação de Deus.
O trecho “imagem e conforme a semelhança de Deus” no sentido de representação, trata-se do homem sem pecado exercendo autoridade em meio ao jardim, como uma representação de Deus, masno sentido de criação a mesma passagem demonstra que o termo “imagem” trata-se do fato do homem ter sido criado com uma só imagem (corpo), e o termo semelhança no sentido de criação trata-se do homem ter sido criado com uma alma e um espírito habitando num corpo. É obvio que no versículo não está claro o espírito e a alma humana, mas ambos são revelados em outros trechos como em:
E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo,..... (1º TESSALONICENSES 5:23)
Em resumo o homem tem corpo, alma e espírito, sendo apenas um, dado a isso não posso pegar as partes que compõe ao homem e criar homem corpo, homem espírito e homem alma e ainda dizer que é um homem só, afinal separei as partes que compõe o homem, ou seja, inconscientemente deturpei a verdade sobre a verdadeira composição do homem. Oras se não posso fazer isso com homem também não posso fazer isso com Deus. Os criadores da trindade sabiam da verdadeira composição de Deus, mas rejeitaram tal verdade e a deturparam a modo de criar a mentira que é a trindade, eles usaram apenas a quantidade de partes e na criação de tal doutrina para distanciar da verdade não usaram os termos Corpo e Alma, os substituindo pelos termos “filho e Pai” e acrescentaram o termo Deus em cada uma das partes.
Portanto foi e é heresia separar ou aceitar separar as partes que compõe o único Deus para criar Deus Espírito, Deus Corpo ( Como dizem Deus filho) e Deus Alma ( Ou como dizem Deus Pai) e ainda dizer que é um só Deus, pois se assim fizer estará inconscientemente deturpando a verdadeira composição de Deus e desprezando a verdade.
Deus é um, apenas um! Vejamos a união dessas partes: Isaías 44

Deus e seu Espirito.
Deus (Alma e Jesus) e seu Espírito; “Assim diz o SENHOR ........... Porque derramarei.... o meu Espírito sobre a tua posteridade...” O Espírito do Pai também é o Espírito de Jesus: Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele. (ROMANOS 8:9)
Espírito Santo como Espírito de Deus: Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus. (Aos Corintios 2:10)
Espírito Santo como Espírito de Jesus: Porque sei que disto me resultará salvação, pela vossa oração e pelo socorro do Espírito de Jesus Cristo, (Aos Filipenses 1:19)

Deus e seu templo.
Deus (Espírito Santo e a Alma) e seu templo (Jesus, imagem, Corpo)
Perceba a seguir Jesus falando daqueles que são reconhecidos como Deus, por serem fundidos a ele estando dentro dele: “Assim diz o SENHOR, Rei de Israel, e seu Redentor, o SENHOR dos Exércitos: Eu sou o primeiro, e eu sou o último, e fora de mim não há Deus.” Esse reconhecido como primeiro e ultimo com as partes que habitam dentro de si, formam o único Deus, ou seja, uma fusão de Jesus com o Espirito Santo e a Alma que nesse momento habitam em Jesus formando o único Deus. Para provar em Apocalipse 1:8 mostra Jesus se apresentando como primeiro e ultimo; “Eu sou o Alfa e o Omega, o princípio e o fim, diz o Senhor, que é, eque era, e que há de vir, o Todo-Poderoso.” Pois bem, quem por ser um com Jesus habita nele? Claro que é a Alma e o Espírito Santo. Logo Jesus é o Templo de Deus.
O templo (Corpo, Jesus) sempre foi Deus,pois antes de vir em carne, Ele já era uma das partes que fazia a composição de Deus. E sabemos que aquele que é chamado de primeiro e ultimo em Isaias é Jesus, portanto é também Ele que diz; “Eu sou o SENHOR, e não há outro; fora de mim não há Deus; eu te cingirei, ainda que tu não me conheças;” (ISAIAS 45:5,6) Se fora de Jesus não há Deus, onde está o Pai (Alma) e o Espírito santo? Obviamente dentro, o que demonstra a fusão, ou seja, a Unidade Divina. Porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade; Colossenses 2:9
Agora vejamos a Alma de Deus fundida com seu Espírito e com seu corpo:
Eis aqui o meu servo, a quem sustenho, o meueleito, em quem se apraz a minha alma; pus o meuespírito sobre ele; ele trará justiça aos gentios. (Isaías 42:1) Esse versículo é um daqueles que exigem muita atenção, pois trata de tempos distintos, ou seja, Deus na época do profeta Isaias, mostrando o futuro a frente daquela época, futuro em que a Imagem (Jesus) viria em carne. De fato Jesus compõe a Deus, mas em tal versículo esse Deus que sustem o eleito é composto obviamente pela Imagem, que é Jesus antes de vir entre nós, pelo Espírito Santo e pela Alma, nessa composição Deus mostra e fala de Jesus ou melhor fala de uma das suas partes no futuro, quando esta veio em carne, em outras palavra Jesus, com a Alma e com o Espírito mostrando e falando de si próprio no futuro quando viria em carne. Pois bem, esclarecido isso, note apenas que a Alma está fundida com Jesus e com o Espírito Santo.
Agora que está explicito a Divina Unidade Composta, vamos discorrer o texto com mais detalhes sobre Jesus.
Como sabem a palavra Deus provem do termo “Elohin” que é uma palavra no plural, ou seja, que se refere a quantidade, o fato dessa palavra estar no plural não significa que são três deuses ou três pessoas ou figurativamente uma referencia a grandiosidade de Deus, pois em verdade tal trecho refere-se a Unidade Divina, que é composta de Espírito, Alma e Imagem.
A Alma é o Pai, o filho é a fusão do Espírito com a Imagem (Jesus). A Alma resolveu salvar o homem de seus pecados, para levar a cabo o plano de salvação ela deu seu único filho (Imagem fundida com o Espírito ), a modo de fazê-lo pagar pelos pecados dos homens.
Em detalhes, a Imagem se humilhou, ao ser feita carne, seu Espírito por sua vez a concebeu em Maria, ou seja, fez nascer Jesus.
Jesus viveu sem seu Espírito até o dia de seu batismo, quando voltou a ser novamente o templo de seu Espírito, que por sua vez é mais conhecido como Espírito Santo.  Após unir-se reconstituíram-se novamente como filho unigênito.
O filho unigênito fez a obra até o momento da cruz, quando o Espírito Santo separou-se mais uma vez de Jesus, o deixando para que ele cumprisse sua função de cordeiro de Deus a ser sacrificado pela remissão de nossos pecados, nos fazendo limpos ao ponto de em nós habitar o Espírito Santo nos fazendo filhos de Deus. Em outras palavras, após a morte e ressurreição, abriu-se o tempo da adoção de filhos, pois o Espírito veio habitar em nós, a modo de nos fazer filhos, mas o primeiro a receber o Espírito foi o próprio Jesus, o que faz dele o Primogênito de Deus no âmbito carnal e ao mesmo tempo por voltar a unir-se com seu Espírito, no âmbito espiritual voltou novamente a ser o Unigênito de Deus.
“E sabemos que já o Filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para conhecermos o que é verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna.” (1º JOÃO 5:20) Notaram? O apostolo João começa falando que o filho de Deus é vindo e que esse filho nos deu entendimento para conhecer a verdade a graça através de seu filho. Ou seja, João cita o filho falando do filho, isto é, no âmbito carnal o Espírito Santo é o pai de Jesus, que por sua vez é o primogênito, o templo do próprio Espírito Santo. Por conta disso é que está escrito:
As palavras que eu vos digo não as digo de mim mesmo, mas o Pai, que está em mim é quem faz as obras.” (JOÃO 14:6ª10) O pai de Jesus no âmbito carnal, nos versículos acima é retratado como sendo apenas o Espírito Santo, mas sabemos que é uma fusão, ou seja, o Pai é a Alma e o Espírito Santo, pois existe uma fusão de ambos, Jesus nessa fase, não participa dessa fusão com a Alma, pois Ele tinha se humilhado, fazendo-se homem.
Voltando ao versículo de 1º João, note que “o filho que é vindo” tem um filho, estando portanto na posição de pai, agora se lembre que o pai de Jesus é o Espírito Santo e a Alma, mas o versículo trata do Espírito Santo, pois refere-se em primeiro plano ao “filho que é vindo”, o consolador que veio para habitar em nós. Em segundo plano o versículo trata de Jesus que é o filho do filho (Espírito Santo). Jesus e o Espírito Santo foram citados separadamente, mas ambos estão sendo citados como filho, um porque é a parte fixa que compõe o unigênito de Deus e o outro porque no âmbito carnal é o filho primogênito.
Em resumo o filho que dá entendimento para conhecermos o que é verdadeiro é o Espírito Santo e o filho dele é Jesus.
Agora vejamos dois trechos, que podem gerar confusão: [...] “Deus enviou aos vossos corações o Espírito de seu Filho (GÁLATAS 4:6) E o trecho: o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.” (ROMANOS 5:5)
No primeiro trecho diz que o Espírito do filho no âmbito carnal, isto é, o Espírito de Jesus foi enviado aos nossos corações, no segundo versículo revela que esse Espírito é o Espírito Santo. Se o Espírito de Jesus é o mesmo Espírito Santo temos mais uma prova da fusão. Obs: Caso esqueças que Jesus é filho primogênito no âmbito carnal e filho unigênito no âmbito espiritual por ser um com o Espírito Santo, talvez ao ler o versículo de Gálatas ache que Jesus é filho independente do Espírito Santo, enquanto que em verdade trata de Jesus como filho primogênito, o que mostra uma divisão momentânea entre Jesus e o Espírito Santo.
Como sabem, após receber em si o Espírito Santo, enquanto fazia a obra, Jesus disse “o pai que está em mim é quem faz a obra.” Referindo-se a questão da filiação carnal, na qual o Espírito Santo é seu pai, já que o concebeu em Maria.
Quanto à obra em si, Jesus e o Espírito a fizeram juntos, por isso está escrito sobre o EspíritoSanto: “Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue.” (ATOS 20:28) Por ser uma fusão está escrito que o Espírito Santo comprou com seu próprio sangue.
A composição de Deus está descrita na bíblia e Deus a revela a quem Ele quiser, o próprio Deus já deu um nome para a explicação que ele deixou sobre sua composição, a saber o nome “Deus”.
                         Agora vamos focar um poucos nas doutrinas criadas por homens:
A teoria da trindade não tem base, pois diz haver Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo e não um único Deus composto por três partes. O unicismo também cai por terra, pois diz que Deus é composto por apenas uma pessoa, que segundo seus adeptos se revela de três formas diferentes e como vimos Deus é composto por três partes, o que é diferente de uma pessoas.
                         Como não cairia também o unitarismo? Seus adeptos dizem que Deus é apenas umas dessas três partes, como se as outras duas também não compunha o único o Deus. Mas (JOÃO 1:1)diz; “o verbo era Deus”ou seja, por ser um com Deus Jesus também é reconhecido como Deus.
Focando na trindade, saiba que seus criadores distorceram inúmeros versículos bíblicos, dentre os quais está o de “Mateus 28:19”:
“Portanto ide, e ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo,” Por acaso esse versículo está falando sobre a composição de Deus?
O versículo em si, trata do batismo! Chega a ser absurdo, pegar um versículo que fala sobre batismo e dizer que o mesmo trata da composição de Deus! No versículo não há sequer uma única palavra “Deus”, muito menos três! Por incrível que pareça, esse é um dos versículos usados pela Grande prostituta para criar a doutrina da trindade e a falsa doutrina do batismo e termino da oração.
Tem oito versículos, mostrando que o batismo é em nome de Jesus, então porque o versículo de Mateus 28:19 mostra que é para batizar em nome do pai, do filho e do Espírito Santo?
Primeiro lembremos que os apóstolos batizavam em nome de Jesus Cristo, e estavam cheios do Espírito Santo, e sabiam exatamente o que Jesus quis dizer, pelo Espírito em MATEUS 28:19, mandando batizar em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, em outras palavras, o Espírito Santo estava em Jesus (JOÃO 2:21/6:63 ATOS 7:48/17:24) fazendo as obras assim como nos apóstolos. (1º AOS CORÍNTIOS 12:13)
Logo, Jesus e os apóstolos disseram a mesma coisas mas com palavras diferentes.
O versículo de (MATEUS 28:19) se refere apenas ao Espírito Santo e a Jesus, excluindo daí o Pai (Alma), pois o batismo representa a morte e ressurreição do filho unigênito, que por sua vez é Jesus sendo um com o Espírito Santo. Logo, o termo pai de Mateus refere-se ao Espírito Santo, que gerou em Maria Jesus, na mesma ótica Jesus é o Filho e também o templo do Espírito Santo. Se é assim, Pai, Filho e Espírito Santo significa Jesus Cristo, isto é, Jesus ungido com o Espírito Santo.
Além disso: quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai (Alma) (COLOSSENSES 3:17).
Partindo do que fora discorrido até o momento, o versículo de (MATEUS 28:19) trata de um mandamento de Jesus, o qual mostra uma forma de se batizar em um nome! E este nome é; Jesus Cristo. Pois, pai não é nome é título, filho não é nome é título; e Espírito Santo não é nome e nem título e sim uma designação de um ser espiritual. E notem um detalhe importante; Jesus falou batizai em nome (singular), e não nos nomes (plural). Ele disse pra falar um nome, isto é Jesus Cristo!
Se o versículo de (MATEUS 28:19) não é referente à composição de Deus, o mesmo não é prova da existência de três Deus, como diz a teoria da trindade.
Que base tem as pessoas da trindade seJesus é um com o Pai “Para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste.” (JOÃO 17:20, 22)
Fora isso, sendo Deus composto de Corpo, Alma e Espírito, ao olhar para a teoria da trindade, notamos que seus adeptos enganadamente ao dizerem que existe 1º, 2º e 3º pessoa, sem saber estão dizendo que há um Deus só de Alma, um Deus só de Espírito e um Deus só de corpo. Por sermos imagem e semelhança de Deus é que temos corpo, alma e espírito, então ao comparar tal fato com a teoria da trindade notamos o quão ilógica ela é, afinal pode apenas o nosso corpo ser uma pessoa? Pode apenas o nosso espírito ser uma pessoa, como também Alma?
Somos apenas um ser e temos um só nome, assim também é Deus, isto é, um só Deus, um só nome. No novo testamento não há outro nome para se referir a Deus a não o ser o nome Jesus e o próprio Jesus disse ao Pai: Manifestei o teu nome aos homens que do mundo me deste; eram teus, e tu mos deste, e guardaram a tua palavra. João 17:6 Por ser uma fusão o termo “Jesus” é o nome tanto de Jesus homem como da Alma e do Espírito santo, mesmo que algumas vezes a Alma é chamada pelo titulo Pai. Jesus também disse: E eu lhes fiz conhecer o teu nome, e lho farei conhecer mais, para que o amor com que me tens amado esteja neles, e eu neles esteja. João 17:26
Voltando a trindade, como pode ser três pessoas se no arrebatamento seremos um com o Senhor Jesus, que por vez já é um com o Pai?
“Para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste.” (JOÃO 17:20, 22)  Seguindo o conceito da trindade no arrebatamento seremos bilhões, vários corpos, vários espíritos e varias almas, ou seja, não seriamos um, já que ilogicamente nosso espírito é uma  pessoa, nosso corpo uma outra pessoa e nossa alma também. Na trindade não há fusão e sim separação pela coexistência. Os trinitários dizem que o versículo de João usa o termo “um” no sentido de ter um só propósito e isso é uma falácia, pois Jesus está tratando da fusão dele com o Pai através do Espírito Santo que fundi-se  a Ambos e também trata da fusão de nós com Ele pela fusão do Espírito Santo com nosso espírito.
Eles também dizem que o Pai (Alma), Jesus e o Espírito Santo tem a mesma essência, mas olhando não pela trindade mais pelo que diz a bíblia te pergunto existe mesma essência na trindade? Não, não há mesma essência, pois, “corpo é corpo; alma é alma e espírito é espírito” na composição da Divina Unidade Composta. “E assim invalidaste pela vossa tradição, o mandamento de Deus....Mas em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens....são condutores cegos: ora, se um cego guiar outro cego, ambos cairão na cova.” (MATEUS 15:6ª9).
Infelizmente para todos os defensores da trindade e de outras teorias criadas por homens, cada doutrina inserida não passa de alteração da palavra de Deus, então por inocência ou não, induzem as pessoas ao erro e em alguns casos as levam a crerem enganadamente em três deuses.
Muitos lideres cristãos estão envolvidos em um sistema de falsas doutrinas. Eles tentam encobrir seus erros usando bíblias preparadas para embasar essas tais doutrinas, por exemplo em (AMÓS 6:8) está escrito“jurou o Senhor Jeová pela sua Alma”, eles mudaram para jurou o Senhor Jeová por si mesmo, ocultando assim aos menos avisados a Alma do Senhor, isto é, modificaram um versículo que deixa mais claro que Deus tem Alma, já que o mesmo poderia levar o fiel a associar a Alma, o Espírito e a Imagem (Jesus) que compõe a Deus, com o corpo, a alma e o espírito que fundidos compõe ao homem e em consequência descobrir, que assim como o homem, Deus é composto por três partes fundidas sendo apenas um, o que faria a trindade cair por terra.
A composição de Deus é como um quebra cabeça, para o qual se precisa juntar todas as partes para formar uma imagem, se faltar uma ou duas peças simplesmente não se completará a imagem. No caso da composição de Deus, se tirar a Alma e a “fusão”, como se entenderá a composição de Deus?
Tiraram o termo “Alma” principalmente das bíblias católicas. Em algumas versões como a Ave Maria eles mudaram todos os versículos que mostram a Alma de Deus, tiraram não só a palavra Alma, mas modificaram quase todo o versículo, a mesma mudança também ocorreu em algumas bíblias protestante. Nesse caso se preocuparam mais em ocultar Alma do contexto de AMÓS 6:8 Jurou o Senhor Jeová pela sua Alma, pois se jura por quem é maior e se há um maior, quem é Ele? Pelo versículo nota-se que é a Alma, nisso alguns fieis são levados a se perguntar: Há uma Alma na composição de Deus, então quais são as outras partes? O próprio fiel lembra do Espírito Santo e de Jesus ( imagem do Deus invisível), após o que associa tal conhecimento com a composição do homem e chega-se a conclusão de que Jesus é um com o Espírito Santo e com o Pai que é a Alma, e isso quebra a ideologia pagã que trás a tona a existência de três pessoas.
Também tiraram, de (2º Corintios 3:18) o Espírito do Senhor e colocaram, Senhor o Espírito, para tendenciosamente dizer que o Espírito Santo é uma pessoa distinta, ao passo que reforça a ideia pagã de três deus disfarçados de um só.
  Um outro trunfo da Grande Prostituta é ocultar o saber de que o Espírito Santo fundido a Imagem (Jesus antes de vir em carne) compunha o filho unigênito de Deus e que foi assim até que Jesus humilhou-se fazendo-se homem, e que em consequência disso o titulo de unigênito passou a ser apenas do Espírito Santo, embora haja o fato de Jesus ser chamado de filho de Deus por ter vindo dele.
Mesmo tendo essa diferença vista através do titulo “unigênito” Jesus teve o Espírito Santo habitando em si até sua morte. Contudo depois da ressurreição, abriu-se o tempo da adoção de filhos, ou seja, Deus deu aos homens o poder de se tornarem filhos, através de terem em si o Espírito Santo. Porém como primicia, ou seja, antes dos homens foi Jesus quem recebeu primeiro o Espírito, passando a ser Ele o primogênito de Deus.
Tal informação a séculos está sendo ocultada, nota-se isso observando que a trindade dá uma explicação infundada sobre o suposto Deus Pai e sobre o suposto Deus filho, mas não explica quase nada sobre o suposto Deus Espírito Santo, porque será? Simples não tem muito a falar dele sem citá-lo numa fusão, isto é, muitos dos versículos bíblicos sobre o Espírito Santo, mostram uma fusão entre Ele e Jesus, dentre os quais alguns mostrará os fatos que envolvem os títulos unigênito e o primogênito em suas fusões, o que desfaria a ideia trinitária de Deus Filho e Deus Espírito Santo, já que Jesus e o Espírito Santo se fundem entre si, ou seja, extinguiria a tal distinção pregada pela trindade e consequentemente extinguiria também a ideia três deuses, que os trinitários chamam de três Deus.  
Outra coisa a se notar, é que ocultam a explicação sobre a sequencia que mostra o unigênito e o primogênito, tal ocultação, faz com que a trindade continue sem ser contestada reforçando a ladainha de que tal doutrina é mistério. Os fieis por sua vez, pensam que se é mistério e não há muito o que contestar, já a verdade por sua vez fica cada vez mais distante de ser revelada. Perceba então que esse é o tipo de caso em que a desinformação é usada como arma de defesa a uma mentira.
“Em vão, porém, me honram, Ensinando doutrinas que são mandamentos de homens.” (MARCOS 7:7) Trindade é um preceito de homem e além disso os trinitários não sabem explicá-la, alegando que é mistério, mesmo assim a classificam como doutrina e para piorar o descaso com a verdade, eles dizem que é uma doutrina dogmática, isto é, uma doutrina que eles não aceitam que as pessoas contestem.
Temos de vigiar, pois a bíblia por si só já explica a composição divina. Tudo o que vem do Catolicismo Romano é heresia, idolatria, desprezo da verdade, tal instituição é a Grande Prostituta.
É engano pensar que trindade faz parte da fé católica ou evangélica, pois independente dessas correntes de pensamentos religiosos, nosso verdadeiro vinculo espiritual é com o Pai e tal vinculo quem fez foi Jesus, portanto não tenham medo de rejeitar as doutrinas criadas por homens. Em outras palavras não existe fé católica, fé trinitária ou fé evangélica. A única fé que devemos nos atentar é a fé em Deus e em Jesus. [...] Isto é, a justiça de Deus pela fé em Jesus Cristo para todos e sobre todos os que crêem; porque não há diferença. Romanos 3:22 
 Esse texto aqui não é para ser uma doutrina, é apenas para alertar aos irmãos sobre a heresia que é a trindade.

Agora, vejamos novamente e em tópicos as heresias que servem de pilar para a teoria da trindade:

·         Deus Pai, Deus filho e Deus Espírito Santo.
·         São três pessoas distintas. Um tem o titulo de Pai, outro de Filho e o outro não tem titulo nenhum.
·         Jogaram uma dessas três pessoas na terceira posição.
·         O Pai tem nome, o filho tem nome e o Espírito Santo não tem nome, nem origem.
·         Os três são co-eternos.

·         Os três tem a mesma essência.

Leia outros textos nosso, os quais estão ao lado direito da tela.  



5 comentários:

  1. Não aceitem como uma crítica NEGATIVA, apenas que não fiquemos AQUÉM para não blasfemar do Espírito-- Santo ( após a ressureição) e nem ir ALÈM para não cairmos no ANTICRISTO e PSEUDOCRISTO. Levem estas doutrinas mais pelo espelho de Daniel cap. 8 -- "Todo o MISTÉRIO da INIQUIDADE" começado pelo HOMEM do PECADO, e Apoc. da 1ª fase da igreja até a QUARTA. Mas orem, estudem com AMOR, assim estremos juntos com muita alegria pelas eternidades a entender estas verdades.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. LEVI,

      SEJA MAIS EXPLÍCITO.NOS MOSTRE,NA SUA OPINIÃO, O QUE ESTÁ AQUÉM E O QUE ESTÁ ALÉM.

      DO JEITO QUE ESTÁ,O SEU TEXTO FICOU DIFUSO,NÃO NOS POSSIBILITANDO TECER UM COMENTÁRIO MAIS EXATO.

      AGUARDAMOS SEUS ESCLARECIMENTOS.

      FIQUE NA PAZ.

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Amo estes encinamentos nao vou criticar nada apenas reter oque for bom. Um abracos.pr.

    ResponderExcluir
  4. Irmãos,
    O Salmo 33:6 nos esclarece aquilo que os trinitarianos dizem ser um "mistério".
    Esse verso diz que a Palavra de Deus é o Espírito que saiu da Sua boca e criou todas as coisas.
    Mas, que espírito teria saído da boca de Deus, senão o Espírito Santo?
    Logo, Palavra e Espírito são a mesmíssima e única pessoa.
    Mais à frente, a Bíblia diz que Deus é Espírito (Jo 4:24).
    Mas, que espírito seria Deus, senão o Espírito Santo?
    Logo, Deus e o Espírito Santo são as mesmíssima e única pessoa.
    Assim sendo, como nos mostra a Bíblia, a Palavra, o Espírito e Deus são UM só, ou seja, a mesmíssima e única pessoa.
    Os trinitarianos dizem que ELOHIM refere-se à pluralidade de pessoas de um só Deus, mas eles se esquecem de que a própria palavra ELOHIM quer dizer "deuses" e não "pessoas de um único deus".
    Por isso, acreditar nessa falácia (três pessoas distintas de um só Deus) é contrariar o que diz o próprio termo usado na Bíblia, que significa "deuses".
    Os que isso fazem, na verdade, estão a adorar uma pluralidade de "deuses" e não o único e soberano Deus de Israel.
    Outrossim, dizer que a expressão "façamos" significa "Deus falando com Jesus" é, no mínimo, algo completamente esdrúxulo, pois, se Jesus é a Palavra de Deus (Ap 19:13), como Deus poderia falar com a Sua própria Palavra?
    Quando Deus abre a boca e fala, Sua fala já é a Sua Palavra. Por isso, "falar com a fala" é um verdadeiro absurdo.
    Deus vos abençoe!

    ResponderExcluir